Entre em Contato Conosco

Jogos

Ultra Street Fighter II: The Final Challengers. O que esperar?

Publicado

em

Eu confesso que sou suspeita de falar, sou apaixonada por Street Fighter, especialmente a II e todas suas variações. Com um lugarzinho especial no meu coração pra versão II’ (Champion Edition) do arcade. Onde aprendi a jogar, me aperfeiçoei e era como um “checklist” diário jogar uma fichinha diariamente no bar do bigode. Mas tentarei, caro leitor, ser mais imparcial possível sobre o jogo que está por vir. Prometo 🙂

Bom, primeiramente falemos de Nintendo Switch.

Evil Ryu, diretamente dos animes. Tomado pelo ódio logo após quase ter matado o Sagat (quem se lembra da cicatriz no peito?)

A Nintendo, como vocês devem saber, irá iniciar a distribuição do seu próximo console no dia 3/03. Adoro a Nintendo mas admito que ela, assim como também devem saber, fracassou, em se tratando de número de vendas, com seu último console. Wii U. O fator mais importante para esta “falência prematura” do console foi, com certeza a falta de apoio das thirds. (Para saber mais sobre o Nintendo Switch clique aqui)

Não há dúvidas que a Nintendo tem muito dinheiro em caixa. Que ela sabe fazer jogos fantásticos como ninguém, que por si só vende os consoles. Seja com a franquia Zelda, Mario, Kirby, etc. so quem joga sabe o quanto os jogos da Nintendo são divertidos. Que nos levam à mundos fantásticos e coloridos. Com chefes de fases lindos e carismáticos.

Acontece que nos não nos contentamos com “apenas isso”. Os “gamers” estão cada vez mais sedentos por jogos e mais jogos. E aí que entra as thirds. Produzir jogos, leva tempo. O jogo em si é uma arte, inclusive levando a identidade de cada produtora junto consigo.

A Nintendo que não é boba nem nada, está tentando não repetir o erro e buscou apoio às thirds. Unindo facilidade de programação (o Switch usa um chip da Nvidia e suporta a plataforma Unreal Engine 4) e um console híbrido, prometendo atender aos mais variados tipos de jogadores. As thirds por sua vez, estão começando a enxergar o console como bem promissor e já foram prometidos cerca de 80 títulos diferentes este ano.

Uma das produtoras mais famosas desde sempre, a Capcom, criadora de algumas séries fantásticas como Resident Evil, Megaman e Street Fighter, já anunciou seu apoio e o primeiro game, exclusivo a ser lançado no Switch é o Ultra Street Fighter II – The Final Challengers. O jogo oferecerá gráficos em HD, prarecidos com a versão Super Street Fighter II HD Remix lançada para Xbox 360 e PS3 em 2008. Mas o jogo terá também a versão com gráficos originais para quem quer ser saudosista ao extremo.

Serão 19 personagens jogáveis desde o início.

Por que eu acho que este Street Fighter será um sucesso?

Primeiramente pelo público da Nintendo. Apesar de sua base ter muita gente nova, a Nintendo possuiu, ao contrário dos usuários do Xbox e PlayStation, uma base enorme de fãs antigos. Do tempo do NES (tanto que o NES Classic edition esgotou-se rapidamente em todas as lojas.) e justamente este público de NES jogavam street Fighter II nos fliperamas da vida.

Segundo: jogatina em qualquer lugar. Este mesmo público mais velho, não tem assim tanto tempo pra ficar sentado em frente à TV. E sendo o Switch um portátil, pode se encaixar exatamente as horas vagas desse povo e a conectividade Wi-Fi de um aparelho pra outro, aumenta ainda mais esta capacidade de interação.

Em um dos modos inéditos de jogo, é possível enfrentrar o “computador” junto com um amigo, simultaneamente. Haja defesa!

Terceiro: serei julgada mas, a maioria dos jogadores da Nintendo estavam sedentos por um jogo de luta “de verdade”. Não desmerecendo o smash bross, mas a maioria de vocês há de concordar que são “lutas” completamente diferentes.

Teremos também o Violent Ken, com sua mente consumida por Mr. Bison depois de ter sido capturado e torturado.

Por último: é um street fighter, e é o II! Algumas séries de grande sucesso, vendem se sozinhas. É o caso dos Street fighters. Mesmo com sucesso relativamente menor do IV e pior ainda com o V, so por levar o nome ja instiga uma galerinha a comprar. Sendo o II mais ainda, pois como já falei, vai atender aos mais saudosistas e matar a curiosidade dos novos jogadores.

Enfim. Na minha opinião de fã, o jogo será maravilhoso. Com partidas online em qualquer lugar e fará fila no lançamento.   Deem print no que eu estou falando…

Bjs e comentem =)

Estudante de Jornalismo, curto games e fotografia. Apaixonada pela nintendo, mas joga tudo que vier! (^_^)

Continue Lendo
Publicidade
Comentários

Jogos

Metroid: Samus Returns

Publicado

em

O jogo tem data de lançamento prevista para 15/09/2017

Confesso que fui apresentado à série, apenas no Super Nintendo. Com o famoso “Super Metroid”. Foi amor à primeira vista. O jogo é fantástico. Foi um dos jogos que eu mais sentir prazer em terminar, explorando cada centímetro do jogo.

Depois disso, vieram outros metroids, mas confesso que nenhum conseguiu me conquistar. O fato de serem 3D, na minha opinião, acabou com toda a magia de exploração e de enfrentar os chefes. Enfim… não curti. Me critiquem se quiserem.

Acontece que no próximo dia 15/09, a nintendo vai lançar “Metroid: Samus Returns” para o quase falecido Nintendo 3DS.

O jogo, como o nome mesmo diz, trás como protagonista Samus, e é um ramake do Metroid II: Return of Samus, lançado originalmente para Game Boy em 1991.

O game tem lançamento previsto para 15 de setembro para a plataforma Nintendo 3DS.

Continue Lendo

Jogos

[Boato] Sistema Operacional do Nintendo Switch é não é Android. É Unix!

Publicado

em

Por

Imagem: Internet

O sistema operacional do Nintendo Switch é extremamente minimalista e vem sendo elogiado pela sua velocidade e estabilidade.

Mas você sabe qual é o Sistema Operacional que ele usa? Diferente dos boatos que vem rolando dizendo que o Switch usa uma versão do Free BSD (imagem abaixo) – UNIX e não Android.

Apesar da semelhança os dois usam um kernel totalmente diferente. O Android usa uma versão customizada do Linux.

O UNIX por sua vez, é um dos sistemas operacionais antigos e mais estáveis que existem.

Para efeito de exemplo, hoje o Platlystation 4 também usa uma versão customizada do Free BSD, enquanto o Xbox One usa uma versão customizada do Windows 10.

 

Continue Lendo

Jogos

Vem aí: Cuphead

Publicado

em

Don't Deal with the Devil

Desde que foi anunciado, na E3 de 2014, eu venho acompanhando e ansioso pelo lançamento de Cuphead. Um jogo exclusivo do Xbox One nos consoles e de PC/Steam.

O visual do jogo é todo feito a mão e lembra muito as animações dos desenhos da década de 30. A Revista Time publicou até um preview de como o jogo está sendo desenhado: http://time.com/4123150/cuphead-preview/

O estilo do jogo é uma mistura de plataforma com jogos de tiro. Os próprios desenvolvedores citam os jogos abaixo como inspiração de jogabilidade, são eles  Gunstar Heroes, Contra III, Contra Hard Corps, Super Mario World, Street Fighter III, Mega Man, e a série Thunderforce.

faq_games_that_influenced_cuphead

Segundo os desenvolvedores, o jogo é baseado em batalhas com chefes (75% do jogo) e plataforma (25% do jogo), terá uma dificuldade elevada se comparado ao jogos atuais e tem lançamento previsto para ainda este ano.

Sua trilha sonora, toda produzida por Kris Maddigan, única e exclusivamente para o jogo, contará com cerca de duas horas e meia de puro Jazz!

Vejam abaixo um pouco do gameplay do jogo:

 

Continue Lendo

Facebook

Publicidade

Mais Lidas